Corpus - Saneamento e Obras

Portal Corpus

Compartilhe:

Empatia pode ser a fórmula para prevenir o Suicídio

Como identificar entre os colegas de trabalho aqueles que estão sofrendo de depressão, que se sentem sozinhos e sofrem à ponto de pensar em tomar uma medida drástica como tirar a própria vida? A resposta está na empatia, segunda a voluntária do Centro de Valorização da Vida (CVV), Ana Paula Gomes.

“Precisamos ter um olhar atento ao outro. Temos a tendência de tratar as pessoas que estão a nossa volta com automatismo, mas precisamos tratar cada pessoa como um universo, com complexidade, que pode mudar de um momento para o outro”, explicou

Ana Paula é engenheira de produção e conversou por meio de plataforma online com os colaboradores do Grupo Corpus Saneamento e Obras na última quarta-feira (23). A palestra foi uma das ações que marcou a Campanha Setembro Amarelo, de conscientização e prevenção ao suicídio.

“A gente tem colocado luz neste tema para que toda a sociedade perca o medo de olhar para isso e realmente converse, estimule o diálogo. Entendemos que quando temos um diálogo adequado podemos conscientizar e realmente esclarecer, mostrando que a idealização suicida é um processo, que vem de uma depressão e tem cura”, explicou a voluntária do CVV.

Para contribuir e ajudar de forma a interromper esse planejamento – um “último ato de comunicar” o sofrimento insuportável – Ana Paula aponta a necessidade de se prestar atenção em algumas mudanças de comportamento, que podem também se refletir em frases ditas com freqüência, como: quero desaparecer!

Outros sinais de uma depressão em estágio avançado é o isolamento, o descuido com a aparência, a perda de interesse em atividades que gostava e a piora no desempenho no trabalho.

“O que realmente a gente pode fazer é se aproximar e oferecer ajuda. Você vai tentar cercar aquela pessoa com um pouco mais de cuidado, informando que está disponível, mas você vai fazer um follow up de vez em quando”, ensinou.

Ela ainda explicou ser necessário encontrar um local reservado e um momento adequado para abordar o assunto. Incentivar a busca por profissionais da área de saúde e se propor a acompanhá-la em um atendimento também estão entre as dicas para prevenção ao suicídio.

Ana Paula Gomes é engajada em diversos serviços voluntários e contribui com o CVV há muitos anos. Após a pandemia do novo Coronavírus, ela continuo atendendo aos que procuram a instituição, sua forma de ajudar ao próximo, sem distinção, neste momento delicado.

O Centro de Valorização da Vida

O CVV é uma das Organizações Não Governamentais (ONGs) mais antigas do Brasil. Fundado 1962, em São Paulo, atua na prevenção do suicídio e apoia emocionalmente qualquer pessoa que esteja precisando ser ouvida.

Hoje, o atendimento é realizado por voluntários de todo o país por meio do telefone 188, por chat ou e-mail e, inclusive, pessoalmente quando necessário, sendo 24 horas, todos os dias do ano. Os contatos e demais informações estão disponíveis no endereço: www.cvv.org.br.

Setembro Amarelo na Corpus

Além da conscientização dos colaboradores por meio da palestra, diversos cartazes foram espalhados e enviados por e-mails lembrando a importância de se discutir o tema. Os funcionários foram estimulados a usarem roupas amarelas para dar mais visibilidade à causa, nas sextas-feiras do mês, e o Diálogo de Valorização da Vida (DVV) para os profissionais da operação abordou o serviço do CVV.

O setor de Recursos Humanos do Grupo Corpus realiza o “Plantão Psicológico”, e atende os colaboradores que demonstraram a intenção em conversar e, agora, contam com o apoio das profissionais de saúde da empresa.

E um pequeno lembrete distribuído no setor administrativo revelou a importância de cada um dos seus membro para o Grupo Corpus.

 

Copyright © 2020 Corpus Saneamento e Obras Ltda. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade | Mapa do Site

Agência FG - Uma Agência Full Service que Faz Acontecer!